NOTÍCIAS

Participação do Fórum Florestal na Audição Conjunta da Assembleia da República - Grupo de Trabalho para a Reforma da Floresta

Participação do Fórum Florestal no Grupo de Trabalho para apresentação de propostas de alteração dos diplomas legais da Reforma da Floresta no âmbito da Comissão de Agricultura e Mar

Fonte: http://www.canal.parlamento.pt/ (Vídeo com cortes

Sessão de esclarecimento no Luso -  Mealhada

No passado dia 29 de maio, a OFA participou na sessão de informação do Projecto "Floresta Bem+" no Luso. Esta campanha de sensibilização conta com o apoio do Município da Mealhada e do SEPNA da GNR. 

Sessão de esclarecimento em Bustos -  Oliveira do Bairro

No passado dia 05 de novembro, a OFA participou na sessão de informação do Projecto "Floresta Bem+", promovido pelo Municipio de Oliveira do Bairro. Esta primeira sessão realizou-se na sede da União de Freguesias de Bustos, Mamarrosa e Troviscal e contou com a participação do SEPNA da GNR. 

Reforma da floresta ignora associações de proprietários florestais

in Publico

A reforma da floresta ignora o papel das associações de proprietários florestais. A crítica foi expressa esta quarta-feira por vários representantes destas organizações que participaram no Conselho Florestal Nacional, um órgão de consulta do Governo nesta área criado o ano passado. Na reunião, o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, e o secretário de Estado das Florestas, Amândio Torres, apresentaram o pacote de medidas aprovado em final de Outubro, num Conselho de Ministros dedicado unicamente à floresta, e mostraram-se disponíveis para introduzir melhorias na reforma.

WORKSHOP - CASOS PRÁTICOS DE CONDUÇÃO DE REGENERAÇÃO NATURAL DE PINHEIRO BRAVO

ENQUADRAMENTO

A condução da regeneração natural é o modelo silvícola de menor custo na gestão do pinhal.

OBJETIVOS

• Apresentação de casos práticos de condução de regeneração natural representativos das principais situações no terreno.

• Partilha de conhecimento e experiência entre técnicos com projetos executados.

• Passagem de conhecimento e experiência a técnicos que ainda não executaram projetos.

Que Floresta queremos?

Sessões de Informação na Mealhada

No próximo dia 15 de setembro, a freguesia do Luso, na Escola do Monte Novo, vai acolher a primeira sessão desta iniciativa conjunta da OFA e do Município da Mealhada. No rescaldo deste último grande incêndio no concelho, torna-se imperioso que a população e os proprietários florestais tomem consciência da complexidade deste problema, bem como da sua posição priveligiada para o ajudar a resolver. Sem querer impôr fórmulas mágicas, é imprescindível que haja uma discussão aberta e que se começem a dar os primeiros passos no sentido de minimizar os riscos de incêndio florestais e construir uma melhor floresta.

Porque, juntos fazemos (a) floresta...

As sessões estão previstas para as 21h, em:

 

LUSO
15 de Setembro, quinta-feira
Escola do Monte Novo     

16 de setembro, sexta-feira
Salão da Associação em Várzeas

19 de Setembro, segunda-feira
Salão da Associação em Barrô

 

VACARIÇA
22 de setembro, quinta-feira
Sala da Junta de Freguesia da Vacariça

 

CASAL COMBA
23 de setembro, sexta-feira
Sala da Escola da Silvã

 

MEALHADA
26 de setembro, segunda-feira
Junta União de Freguesias da Mealhada

 

PAMPILHOSA
29 de setembro, quinta-feira
Salão da Filarmónica Pampilhosense

BARCOUÇO
6 de outubro, quinta-feira
Salão Paroquial Barcouço

Período Crítico -  1 de julho a 30 de setembro

PORTARIA N.º 167/2016 - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 113/2016, SÉRIE I DE 2016-06-15
Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural

 

No ano de 2016, o período crítico no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta contra Incêndios, vigora de 1 de julho a 30 de setembro, e nele devem ser asseguradas medidas especiais de prevenção contra incêndios florestais

Programa de Sensibilização Floresta BEM+

Começou ontem da melhor forma possivel, na União de Freguesias de Vilamar e Corticeiro de Cima, o Programa de Sensibilização Floresta BEM+,

Este Programa, promovido pela OFA, conta no concelho de Cantanhede, com o apoio do Serviço Municipal de Proteção Civil, Recursos Naturais e Transito e do SEPNA/GNR e decorrerá durante os meses de Junho e Julho.
As próximas sessões estão agendadas para: Tocha – Sede da Junta de Freguesia (17/Jun 21h);    Ourentã – Sede da Junta de Freguesia (20/Jun 21h);    Portunhos –  Sede da Junta de Freguesia (21/Jun 21h);   Outil –  Sede da Junta de Freguesia (22/Jun 21h);    Ançã –  Sede da Junta de Freguesia (23/Jun 21h);     Febres – Salão Nobre da Junta de Freguesia (27/Jun 21h);    Caniceira – Antiga Escola Primária de (28/Jun 21h);    Cochadas –  Antiga Escola Primária (29/Jun 21h);    Cadima –  Antiga Escola Primária (30/Jun 21h);    São Caetano – Biblioteca de São Caetano (14Jul 21h30m).

A OFA marca presença na FESTAME 2016

A FESTAME é o primeiro evento de verão da região da Bairrada e o único que não cobra entradas no recinto, nem para os espetáculos musicais. Uma festa que junta o artesanato, a agricultura, o setor empresarial e industrial, a gastronomia da região, um programa de animação para todos os segmentos e um cartaz de espetáculos atrativo e para todos os gostos. 

A OFA - Organização Florestal Atlantis nesta edição, marca a sua presença através do seu stand institucional, localizado logo à entrada, do lado esquerdo. Para além de toda a informação referente aos serviços de apoio prestados aos proprietários florestais, este ano, a OFA resolveu dar uma maior tónica na componente educativa: os visitantes poderão ver in loco as árvores mais indicadas para plantar na nossa região, com indicação do tipo de solo mais adequado e outros factores bióticos, o tipo de madeira ou fruto que produzem como mais valia económica, bem como muitas outras curiosidades.

A OFA participa no Projecto “Melhor Eucalipto” promovido pela CELPA

Os técnicos da OFA estão a participar na Sessão de Informação do Projecto “Melhor Eucalipto”, a decorrer em Mortágua. Este projecto pretende comunicar o enorme manancial de conhecimento técnico da Indústria Papeleira das boas práticas silvícolas do eucalipto, transferindo-o para os produtores florestais, e respectivas organizações que os representam, gabinetes técnicos florestais e prestadores de serviços. Desta forma, potencia-se o aumento da produtividade dos eucaliptais nacionais, contribuindo para que a área actualmente gerida o seja de forma activa, tornando estes eucaliptais saudáveis, resilientes aos riscos bióticos e abióticos e promovendo competências ambientais. 

A OFA participou na Audição Pública Parlamentar sobre políticas públicas para a floresta promovida pelo Os Verdes 


A OFA participou ontem, terça-feira, dia 26 de abril, no Auditório do Edifício Novo da Assembleia da República Audição Pública promovida pelo Grupo Parlamentar Os Verdes. Esta Audição serviu para ouvir a opinião e propostas das associações de produtores florestais, de agricultores, de ambiente e desenvolvimento, as autarquias locais, as universidades e outras entidades sobre “Políticas públicas que contribuam para a promoção de uma floresta sustentável alicerçada na diversidade e nas espécies autóctones”. 

Foram diversas as intervenções, que focaram temas como: promoção de políticas de educação para uma floresta sustentável e para a preservação do ambiente, a fiscalização e reorganização do regime jurídico atual, a implementação de medidas económicas e fiscais para a floresta, a preocupante massificação do eucalipto e plantações ilegais, a necessidade de regulação da mobilização do solo, a importação de madeiras, e a adaptação ecológica das espécies.

Resineiros estão de volta às florestas

in: http://www.tsf.pt

O setor da resinagem em Portugal, depois das fulgentes décadas de 60, 70 e 80, e posterior declínio, parece voltar a despertar interesse e já há resineiros nas florestas.  ...

Tempos houve em que todos os pinheiros com porte suficiente para poderem ser sangrados, eram visitados pelos resineiros. Lata às costas, ferro e espátula na mão e toca a sangrar.

O dirigente associativo garante que "o regresso dos resineiros já permite manter viva a floresta". Feitas as contas, diz, "já não compensa plantar eucaliptos".  ...

O interesse nesta matéria-prima, da qual Portugal foi já o segundo maior exportador do mundo, está a levar os resineiros de volta aos pinhais. Dados do sector apontam para que a atividade cresça 10% ao ano. Longe das 140.000 toneladas em 1984, mas com o declínio quebrado a produção atinge hoje entre 6 a 8 mil toneladas ano.

....

Cantanhede: GNR fiscaliza faixas de gestão de combustíveis nos terrenos florestais 

Fonte: http://www.regiaobairradina.com/pt

 

O Serviço de Proteção da Natureza (SEPNA) do Comando Territorial da GNR de Coimbra, com o apoio do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS), está a realizar no concelho de Cantanhede uma ampla fiscalização sobre as faixas de gestão de combustíveis nos terrenos florestais, iniciativa que contempla ainda ações de sensibilização junto dos proprietários, alertando para a obrigatoriedade de manutenção desses dispositivos de prevenção de incêndios.

....

                                                                                                                                      

 

Indústria papeleira considera discriminação do eucalipto inaceitável 

Fonte: http://portocanal.sapo.pt/noticia/87335/

 

A revogação do regime de arborização e rearborização, mais conhecido como lei dos eucaliptos, está a preocupar a indústria papeleira que considera inaceitável a discriminação negativa de uma espécie florestal eficiente. 

Para o diretor-geral da Associação da Indústria Papeleira (CELPA), o regime jurídico aplicável às ações de arborização e rearborização (RJAAR) trouxe "disciplina, pleno cumprimento da lei e facilidade de fiscalização", pelo que a sua revogação "com o propósito exclusivo de penalizar uma fileira eficiente e discriminar negativamente uma espécie florestal não é aceitável".​

                                                                                                                                      

 

Apresentação da Operação “Ignição Zero” da Guarda Nacional Republicana 

Fonte: http://www.gnr.pt/

 

A Operação Ignição Zero da GNR que terá início no próximo dia 15 e contará com o envolvimento de um efetivo de cerca de 1 350 militares e civis da GNR (SEPNA e GIPS), pretende, numa primeira fase, sensibilizar os residentes em zonas próximas da floresta para limpeza do terreno junto às habitações e estradas.

Após esta fase de sensibilização, seguem-se ações de fiscalização para identificar situações de incumprimento à legislação que regula esta matéria 

                                                                                                                                      

 

Proprietários que não cuidem da floresta poderão ser expropriados

Fonte: http://www.rtp.pt/

 

O primeiro-ministro defendeu que as autarquias possam substituir os proprietários que não cuidem da floresta.

A ideia foi lançada por António Costa, em Mação, na cerimónia que assinalou o Dia Internacional da Floresta

                                                                                                                                      

 

Governo quer recuperar 150 mil hectares de floresta na próxima década

 

O ministro da Agricultura disse no passado dia 21, em Mação, que o grande objetivo do Governo é "recuperar numa década 150 mil hectares de floresta perdidos nos últimos 15 anos", aproveitando os instrumentos financeiros à disposição do país.

"Infelizmente fomos o único Estado-membro que perdeu floresta", disse Capoulas Santos, que apontou para o objetivo de "recuperar 150 mil hectares de floresta na próxima década", referindo ainda os "300 mil hectares de floresta que podem ser potenciados e que estão por aproveitar no nosso país".

                                                                                                                                      

 

OFA , recebe visita de alunos da Escola Superior Agrária de Coimbra

 

A OFA – Organização Florestal Atlantis, recebeu no passado dia 07, a visita de alunos da Licenciatura em Ciências Florestais e Recursos Naturais da Escola Superior Agrária de Coimbra.

Esta visita, integrada no âmbito das disciplinas de “Solos Florestais “(1º ano) e “Operações Florestais” (2º ano), permitiu uma abordagem mais prática às questões relacionadas com a sustentabilidade do recurso “solo” e o acompanhamento de alguns trabalhos de mobilização para plantação de espécies florestais.

 

                                                                                                                                       

Produção florestal não acompanha necessidades da indústria

Fonte: http://www.dnoticias.pt/

A produção florestal não tem acompanhado as necessidades da indústria, cujas exportações já representam 10% do total nacional, lamenta o presidente da Associação para a Competitividade da Indústria da Fileira Florestal (AIFF), João Ferreira do Amaral."Hoje em dia as exportações da fileira florestal já representam 10% das exportações de mercadorias.

O principal problema a prazo é a falta de matéria-prima, quer de madeira, quer de cortiça", afirmou Ferreira do Amaral, a propósito do estudo "Análise das empresas dos setores da madeira, da cortiça e do papel" que vai ser apresentado na terça-feira....

"Há margem para se aumentar produção florestal das três grandes espécies -- pinheiro-bravo, eucalipto e sobreiro -- embora com ritmos diferentes. O que precisa de crescer mais é o pinheiro-bravo, uma vez que teve uma queda das áreas plantadas das últimas décadas, mas mesmo no que diz respeito ao sobreiro e ao eucalipto justifica-se um aumento da área plantada", considerou.                                                                                                                      

Grupo Portucel Soporcel muda de nome para The Navigator Company

Fonte: http://www.jornaldenegocios.pt/

O Grupo Portucel/Soporcel mudou de nome para The Navigator Company, uma alteração que se tornou efectiva a partir das 00:00 de sábado, disseram à Lusa fontes da empresa.

O Grupo Portucel/Soporcel anunciou na passada sexta-feira a mudança de nome, num encontro de quadros da empresa, no qual esteve presente o seu líder, Pedro Queiroz Pereira (na foto). Na quinta-feira, a Portucel apresentou os resultados do ano passado, tendo divulgado um lucro de 196,4 milhões de euros em 2015, o que representa um crescimento de 8,2% face ao alcançado no ano precedente. ...   
..."O grupo aproveitou para anunciar o avanço do seu "plano de desenvolvimento estratégico", com o "arranque da nova capacidade de pasta em Cacia, permitindo um aumento de produção anual de 20%", a "conclusão e arranque da segunda máquina de produção de 'tissue' [papel para lenços, guardanapos, papel higiénico, etc.) em Vila Velha de Ródão", o "início da construção da fábrica de 'pellets' nos EUA" e a "construção e início de produção do Viveiro de Luá, na Zambézia, permitindo entrar na fase de plantação de floresta em larga escala".
...                                                                                                                       

Capoulas Santos ultima revogação da liberalização dos eucaliptos. 

Fonte: http://www.jornaldenegocios.pt/

No Parlamento, ministro da Agricultura anunciou ter diploma pronto no prazo de três semanas. Reforço de 200 milhões para o sector foi “acordo político” entre Cristas, Albuquerque e Passos Coelho, explicou o CDS. ...     Foi assumido o "acordo de compromisso, com os Verdes" que "revogaríamos a legislação que liberalizou o eucalipto" e esta está "praticamente concluída", afirmou Luís Capoulas Santos esta terça-feira, 19 de Janeiro. ...   
..."Dentro de duas a três semanas teremos o diploma concluído", adiantou o governante sobre a legislação que irá alterar a prioridade à plantação de espécies de maior rentabilidade. No caso do eucalipto, "é parar a legislação que permitia a plantação indiscriminada", afirmou o ministro da Agricultura, adiantando que o Executivo "já falou com a indústria" da pasta e do papel para "na mesma área produzir muito mais eucalipto", satisfazendo a premissa de pré-acordada com os Verdes de "confinar o espaço" da plantação de espécies com alta rentabilidade.
  ...                                                                                                                       

Portugal cai 10 lugares no índice de desempenho ambiental. 

Fonte: http://observador.pt/

O desempenho de Portugal no combate às alterações climáticas caiu em flecha no espaço de um ano, segundo o relatório The Climate Change Performance Index 2016 (CCPI2016). De 2014 para 2015, Portugal caiu do nono para o décimo nono lugar – de “bom” para “moderado” – no ranking da Germanwatch. Um dos motivos para esta queda foi a incorporação dos dados da FAO, onde estão incluídas as emissões associadas à desflorestação e degradação da floresta, nomeadamente os incêndios florestais. ...                                                                                                                                   

Portugal cai 10 lugares no índice de desempenho ambiental. 

Fonte: http://observador.pt/

O desempenho de Portugal no combate às alterações climáticas caiu em flecha no espaço de um ano, segundo o relatório The Climate Change Performance Index 2016 (CCPI2016). De 2014 para 2015, Portugal caiu do nono para o décimo nono lugar – de “bom” para “moderado” – no ranking da Germanwatch. Um dos motivos para esta queda foi a incorporação dos dados da FAO, onde estão incluídas as emissões associadas à desflorestação e degradação da floresta, nomeadamente os incêndios florestais. ...                                                                                                                                   

Amândio Torres será Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural

Fonte: http://observador.pt/

 

O Eng. Amândio Torres será o próximo Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural do Governo liderado pelo Dr. António Costa e que terá o Engº Capoulas Santos como Ministro da Agricultura. 

                                                                                                                                   

SEMENT EVENT

 

"O “Sement Event” está de regresso ao calendário de atividades da Fundação Mata do Buçaco (FMB). O evento decorre de 20 a 30 de novembro, simultaneamente no Grande Hotel do Luso e na Mata do Buçaco. “A Nossa Floresta: Riqueza por explorar” é o tema da 5ª edição do evento realizado no âmbito do Projeto BRIGHT (Bussaco’s Recovery of Invasions Generating Habitat Threats) e que se associa às comemorações do Dia da Floresta Autóctone. À semelhança de anos anteriores, o programa de atividades será bastante diversificado contando com ações de voluntariado, seminários, formações e exposições, com a presença de um reputado painel de oradores ligados à temática do Ambiente e da Floresta. O objetivo principal do evento é procurar identificar a sociedade civil com os valores do Projeto e, assim, permitir uma maior aproximação das pessoas com a mata."

 

Mais informações e inscrição em http://www.fmb.pt/

Seminário INVADER B

 

O projecto Invader-B (Gestão de plantas Invasoras em Portugal da prevenção à Detecção Remota e controlo natural de Acacia longifolia) está a chegar ao fim. Neste âmbito, vamos realizar um Seminário (dia 27, pelas 14.30h, em Coimbra) para apresentar os resultados e "discutir" a utilização de controlo natural em Portugal.

 

No final, contamos fazer uma libertação simbólica do agente de controlo natural Trichilogaster acaciaelongifoliae cuja libertação foi recentemente autorizada (sujeito à sua disponibilidade no dia).

 

Mais informações e inscrição em http://invasoras.pt/seminario_invader-b/. 

PS e Verdes acordam travar expansão do eucalipto

In:http://www.jornaldenegocios.pt/

 

Socialistas e grupo ecologista com assento parlamentar querem alterar regulamentação de Assunção Cristas sobre a floresta.

A posição conjunta que o Partido Socialista e o Partido Ecologista "Os Verdes" (PEV) assinaram esta terça-feira, 10 de Novembro, destaca a floresta portuguesa no capítulo dedicado à "coesão territorial, economia, ambiente, serviços públicos". 
No parágrafo dedicado ao tema, a posição do PS/PEV visa "aumentar a produção e a produtividade das fileiras florestais", mas "através do aumento das áreas de montado de sobro e de azinho e de pinheirobravo". A meta é, também, "travar" a "expansão da área de eucalipto, designadamente através da revogação da lei que liberaliza a plantação de eucaliptos, criando um novo regime jurídico".

Eucalipto, a árvore que reina sobre a floresta nacional

In:http://www.rtp.pt/

 

O eucalipto é a espécie que mais área ocupa na floresta portuguesa. E os números confirmam que tem vindo a aumentar continuamente, pelo seu rendimento económico a curto prazo. Se para uns continua a ser vista como um perigo, que está a degradar a floresta portuguesa, há investigadores que defendem o seu aproveitamento no fabrico de produtos de madeira ou com utilidade farmacêutica.

Nota de pesar pelo falecimento do Senhor Professor Doutor Fernando Páscoa

 

 

 

Isenção do IMT, IS e IMI para prédios rústicos

In:http://info.portaldasfinancas.gov.pt/

 

Circular n.º 11/2015, de 6 de outubro da Autoridade Tributária e Aduaneira

 

Com a publicação da presente Circular é identificada a isenção do IMT, IS e IMI para prédios rústicos aderentes a Zonas de Intervenção Florestal ou submetidos a Plano de Gestão Florestal.

Concurso de fotografia : O Valor da Floresta

In:http://ww.fao.org/

Participe no concurso para a melhor foto e contribua para a sensibilização do valor das florestas Europeias. O prémio é uma viagem à Suiça.

Procuram-se fotografias que mostrem de que forma a floresta pode ser "fonte de vida" fornecendo-nos ar puro, água, alimentos, energia, bem estar e retorno económico.

As fotos devem ser de Florestas Europeias.

PRODUTORES FLORESTAIS DEFENDEM REGRESSO DE SECRETARIA DE ESTADO DAS FLORESTAS

In:http://www.mediotejo.net/

O Fórum Florestal – Estrutura Federativa da Floresta Portuguesa, reclamou hoje o regresso de uma Secretaria de Estado das Florestas ao Governo, afirmando que a sua inexistência significa um retrocesso de mais de uma década para o setor.

“Em outubro de 2014, o secretário de Estado em funções demitiu-se e, surpreendentemente, não foi nomeado substituto, estando hoje a floresta novamente diluída pelos diversos departamentos do Ministério da Agricultura”, disse à agência Lusa o presidente do Fórum Florestal, António Louro.

“Este é um retrocesso de uma década no desenvolvimento florestal, pelo que os produtores afirmam a uma só voz que querem a Secretaria das Estado das Florestas de volta”, vincou o dirigente. ...

Lei n.º 152/2015 de 14 de setembro

in: Diário da República, 1.ª série — N.º 179 — 14 de setembro de 2015

Processo de reconhecimento da situação de prédio rústico e misto sem dono conhecido que não esteja a ser utilizado para fins agrícolas, florestais ou silvopastoris e seu registo

Portucel lamenta ter de plantar eucaliptos em Moçambique em vez de Portugal

in: http://www.observador.pt/

 

O presidente da Portucel-Soporcel disse que o megaprojeto florestal de 2,5 mil milhões de dólares em Moçambique podia ter acontecido em Portugal, se não houvesse resistências aos eucaliptos.

 

“Só tenho pena que tenhamos de vir para tão longe quando isto até podia ter sido feito em Portugal se houvesse mais eucalipto”, declarou Pedro Queiroz Pereira, no distrito de Ile, província da Zambézia, à Lusa, à margem da inauguração do maior viveiro de plantas em África, e que vai abastecer a futura fábrica de pasta de papel no centro de Moçambique. ...

Queiroz Pereira considerou que, “em Portugal, há uma tendência para criticar o eucalipto, é difícil plantar, mesmo que exista, é complicado” e observou que já há fábricas a importarem árvores para poderem produzir....

O presidente do grupo destacou que o projeto florestal em Moçambique, ao longo de cerca de 350 mil hectares nas províncias da Zambézia e de Manica, “é muito grande e vai representar, numa só fábrica, mais ou menos o mesmo que a celulose produzida em Portugal”.

Quantas árvores tem a Terra? Três biliões

in: http://www.publico.pt/

 

Última estimativa era de apenas 400.000 milhões. Um estudo que juntou dados no terreno com imagens de satélite mostra que número é oito vezes maior – mas 10.000 milhões de árvores são destruídas todos os anos ....

É um número impressionante não só pela sua dimensão mas também pela sua importância: há 3,04 biliões (milhões de milhões) de árvores no mundo. Neste número cabe o verde da Amazónia e de outras florestas tropicais, que surgem como imagens recorrentes quando pensamos na biodiversidade. Mas cabe também o verde de todos os outros mares de árvores da Terra, que formam a floresta temperada, a floresta de montanha, a floresta boreal, ou a floresta mediterrânica, ...

Anualmente, 15.000 milhões de árvores são cortadas e há 5000 milhões de árvores novas. Mas o saldo é claramente negativo, de 10.000 milhões: “É importante sabermos a quantidade de árvores que perdemos para compreender o impacto que tivemos e o tipo de impacto que temos de ter se queremos restaurar a floresta.”

Fundo soberano da Noruega exclui quatro empresas por razões ambientais

in: http://www.jornaldenegocios.pt/

 

O fundo soberano da Noruega anunciou que vai deixar de investir em quatro empresas asiáticas, incluindo a Daewoo, no seguimento de recomendações do seu conselho de ética, devido ao impacto ambiental das plantações de óleo de palma. ...
"Há um risco inaceitável de que a Daewoo, e nesse sentido também a sua empresa-mãe Posco, possa ser responsável por danos ambientais severos relacionados com a conversão de florestas tropicais em plantações de óleo de palma na Indonésia", escreveu o conselho de ética do fundo, no relatório. ....

Seminário "Juntos Fazemos (a) Floresta 2015" 

 

A OFA - Organização Florestal Atlantis, Associação de Desenvolvimento Florestal vem por este meio agradecer a todos aqueles que participaram no Seminário “Juntos Fazemos (a) Floresta : 2015” que celebrou o Dia da Floresta (29 de julho) da 25ª EXPOFACIC - Cantanhede.
Acreditamos que este evento, cumpriu uma vez mais a sua missão, que é a de fomentar a reunião de todos os agentes do sector (produtores florestais, profissionais, industriais, instituições públicas, etc.) e apresentar e discutir em conjunto, alguns dos desafios e oportunidades que se colocam à Floresta da região Centro.
Um agradecimento especial a todos os oradores convidados e a todas as entidades que tornaram este evento possivel!
Um grande bem haja a todos!

O controlo da Acácia longifolia está agora mais perto de ser uma realidade

in http://www.invasoras.pt

Mais de 12 anos de testes e avaliações de risco em Portugal culminaram naquela que é a primeira autorização para a libertação de um agente de controlo natural de uma planta invasora do nosso país.
Neste caso a planta invasora a controlar, é a acácia-de-espigas (Acacia longifolia), uma das que causam mais impactes negativos no nosso litoral. O potencial invasor desta espécie deve-se em muito à elevada produção de sementes e, além disso, à longa vida destas. Os bancos de sementes criados no solo são numerosos e ativos durante muitos anos, potenciando a invasão e dispersão da espécie.

Os métodos de controlo actualmente utilizados em Portugal (controlo mecânico, por vezes, conjugado com controlo químico), para além de frequentemente ineficazes são muito dispendiosos.

A OFA marcará presença na EXPO BAIRRADA

 

Pela primeira vez, a OFA marcará presença na Feira Industrial, Agrícola e Comercial da Bairrada, agora denominada de Expo Bairrada.

Esta Feira promovida pela Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, acontece de 10 a 19 de julho, no Espaço Inovação em Oliveira do Bairro, com uma renovada aposta numa programação que espelha estas múltiplas experiências que só a região bairradina é capaz de proporcionar, desde a gastronomia à enologia, passando pelo artesanato e desporto equestre, com uma crescente adesão do tecido empresarial regional.

Floresta Comum já ofereceu 292.000 plantas e vai abrir-se a privados

in http://www.noticiasaominuto.com/

 

O projeto Floresta Comum, ao abrigo do qual foram oferecidas quase 292.000 plantas nos últimos cinco anos a diversas autarquias, vai passar a aceitar candidaturas para terrenos privados, disse hoje à agência Lusa fonte da Quercus.

As plantas, autóctones, provêm dos viveiros do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), mas como a procura tem superado a oferta está a ser planeado um novo projeto, com uma bolsa de árvores privada para chegar diretamente aos cidadãos no próximo ano, explicou à Lusa o coordenador da iniciativa, Paulo Magalhães.

Atualmente, as plantas são entregues, através de candidatura, a autarquias e comissões de baldios. Os privados interessados terão de provar o interesse comum e não podem retirar proveitos comerciais do projeto.

Em 2013, o Valor Acrescentado Bruto da Silvicultura aumentou 6,0% em volume e 8,7% em valor

in www.ine.pt

 

Em 2013, o Valor Acrescentado Bruto da Silvicultura aumentou 6,0% em volume e 8,7% em valor, comparativamente com o ano anterior, mantendo a tendência de crescimento observada desde 2009. Para esta evolução foram determinantes os acréscimos na produção de Madeira (+6,7%) e de Cortiça (+6,0%), decorrentes de variações positivas, quer em volume, quer em preço. .... (VER RELATÓRIO ANEXO)

Ministérios assinam protocolo para colocar desempregados a proteger florestas

in Observador website

 

Os ministérios da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, da Agricultura e do Mar e da Administração Interna assinam esta terça-feira um protocolo de cooperação que visa colocar, mais uma vez, desempregados a vigiar e a proteger as florestas.

Em comunicado, o Governo adianta que o protocolo “Trabalho Social pelas florestas” pretende valorizar e proteger a floresta e melhorar os níveis de empregabilidade e promover “a reinserção no mercado de trabalho dos cidadãos que se encontrem em situação de desemprego, através do desenvolvimento de trabalho socialmente necessário”.

“A importância do setor florestal para o bem-estar ambiental e social e o seu interesse para a economia nacional é por demais evidente, constituindo as florestas um dos recursos principais do nosso país”, salienta.

Atenção ao uso do FOGO

Período Crítico : 1 de julho a 30 de setembro

in ICNF website

 

Não se esqueça que é proibido fazer queimas durante o Período Crítico - de 1 de julho a 30 de setembro -  e nos dias de risco de incêndio Muito Elevado e Máximo.

As coimas podem ir até 60.000 €.

Antes de fazer uma queima informe-se do Risco de Incêndio Florestal junto do Corpo de Bombeiros da sua zona, do Serviço Municipal de Proteção Civil ou no Instituto Português do Mar e da Atmosfera, em www.ipma.pt.  . …

Gabinete de apoio ao proprietário florestal da Mealhada vai funcionar à sexta-feira

 

A partir do próximo dia 19 de junho, os produtores e proprietários florestais do concelho da Mealhada vão poder contar com apoio técnico especializado na área florestal.

O atendimento realizar-se-á todas as sextas-feiras, das 9h às 12:30h na loja da Câmara Municipal, situada na Rua Branquinho de Carvalho, n.º 7.
A abertura deste Gabinete permite que os produtores e proprietários florestais do concelho possam usufruir de apoio técnico especializado e se mantenham informados e esclarecidos sobre tudo o que diz respeito à atividade florestal. Aqui os proprietários poderão obter apoio e informação para o licenciamento das suas plantações, para a venda da madeira, para os trabalhos de plantação, para candidaturas a fundos comunitários, entre variadíssimos outros assuntos.

Este serviço, agora reativado com a colaboração da Câmara Municipal da Mealhada, foi anteriormente prestado nas instalações da Cooperativa Agrícola da Mealhada – MEAGRI.

De referir que este apoio técnico será promovido pela OFA - Organização Florestal Atlantis, uma Associação de Desenvolvimento Florestal sem fins lucrativos, que visa apoiar os produtores e proprietários florestais da região.

Campo de Trabalho Científico sobre Controlo de Plantas Invasoras (CTC) 2015

 

CTC 2015 na Mata do Desterro na Serra da Estrela 26 de Julho a 1 de Agosto de 2015

Os CTC visam contribuir para o aumento do conhecimento sobre invasões biológicas e simultaneamente contribuir para a resolução deste problema ambiental

Actividades propostas:

  - Sessões de formação ambiental sobre invasões biológicas, em particular plantas invasoras

  - Acções de controlo de plantas invasoras presentes na Mata do Desterro, nomeadamente mimosa (Acacia dealbata) e austrália (Acacia melanoxylon). Estas acções darão continuidade aos trabalhos de controlo iniciados nos CTC de 2009, 2010, 2011 e 2012 e podem incluir corte, arranque ou descasque.

  -  Desenvolvimento de experiências científicas relacionadas com plantas invasoras.

Não percam esta oportunidade de passar uma semana diferente: aprender, contribuir para a resolução de um problema ambiental, conhecer pessoas e lugares novos…

 

FESTAME - Feira do Município da Mealhada  

9 a 14 de junho

Boss AC, D.A.M.A., Kika, Rita Guerra e Richie Campbell preenchem as noites da FESTAME. Um cartaz atrativo, que promete trazer uma multidão ao recinto, tendo em conta a qualidade dos espetáculos e o facto das entradas serem gratuitas. A FESTAME – Feira do Município da Mealhada vai funcionar de terça a domingo – à semana a partir das 18h e no feriado e fim de semana a partir das 16h – e vai contar com mais de uma centena de expositores de artesanato, empresariais, industriais e agrícolas, as habituais tasquinhas, os vinhos e espumantes locais, o Leitão da Bairrada, um espaço infantil e um programa de animação diversificado e apelativo! E para ver tudo isto, não paga nada.

 

Ferreira do Amaral elege floresta como "desígnio nacional"

25 de Maio de 2015,  in http://www.jornaldenegocios.pt/

 

«...O presidente da Associação para a Competitividade da Indústria da Fileira Florestal (AIFF) referiu esta segunda-feira, 25 de Maio, que o sector das florestas "não só é importante para as gerações actuais" - porque as suas actividades são "relevantes do ponto de vista económico e social" - mas também do ponto de vista estratégico, já que "tem grandes possibilidades de se desenvolver e aproveitar as oportunidades nos mercados internacionais". "Sem exagerar, a sustentabilidade da nossa floresta devia ser um desígnio nacional", reclamou João Ferreira do Amaral.  ...

"Do ponto de vista da opinião pública, nacional e internacional, ela ainda não está suficientemente alertada para a floresta enquanto recurso económico. Toda a gente reconhece os aspectos ambientais e de qualidade de vida, mas não está alertada para a grande valia económica desta fileira", acrescentou Ferreira do Amaral.»

 

A OFA - ORGANIZAÇÃO FLORESTAL ATLANTIS PARTICIPOU NO WORKSHOP CERTIFICA+ EM CANTANHEDE

Sessões decorreram no Biocant entre 21 e 22 de maio

 

Contribuir para o aumento da competitividade do setor e promover a melhoria da gestão florestal praticada em Portugal. São estes os objetivos do Projeto Certifica+ da AIFF – Associação para a Competitividade das Indústrias da Fileira Florestal.

Foi nos dias 21 e 22 de maio que se realizou em Cantanhede a primeira sessão dos Workshops Certifica+, destinado a técnicos de Organizações de Produtores Florestais que pretendam aumentar os seus conhecimentos sobre os Sistemas de Gestão Florestal Sustentável, FSC – Forest Stewardship Council® e PEFC © - Programme for the Endorsement of Forest Certification. Os workshops, que incluem módulos teóricos, sessões práticas e uma visita de campo, vão ainda passar por Évora (01 e 02 de junho) e Vila Real (18 e 19 de junho).

 

Eucaliptos atraem quase 90% dos investimentos privados na floresta

19 de Maio de 2015,  in http://www.publico.pt

 

«Oitenta por cento das novas plantações e 94% das replantações produzidas na floresta portuguesa ao longo dos últimos 15 meses sem recurso a ajudas públicas tiveram os eucaliptos como a árvore de eleição.

A espécie florestal que no espaço de meio século cresceu de uma área reduzida de 50 mil hectares para se tornar na árvore dominante no país (ocupa 812 mil hectares) continua a sua expansão imparável. E ao simplificar o processo de aprovação de novas plantações e ao permitir a mudança de espécie nas rearborizações de espaços florestais, o novo regime jurídico que entrou em vigor em Outubro de 2013 parece favorecer essa expansão: dos 11.019 hectares arborizados ou rearborizados com capitais privados nos 15 meses de vigência da nova legislação, 10.046 receberam eucaliptos.»

 

Incêndios aumentaram cinco vezes este ano, num total de 4.320

11 de Maio de 2015,  in http://www.observador.pt

 

«Os incêndios florestais mais do que quintuplicaram este ano em relação a 2014, tendo-se registado 4.320 fogos desde o início de 2015, segundo dados da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

A ANPC, que cita dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), ..., adianta que se registaram, até 05 de maio, 4.320 incêndios florestais, mais 3.474 do que no mesmo período do ano passado, quando ocorreram 846 fogos....

Os 4.320 fogos ocorreram antes de ter início a fase Bravo de combate a incêndios florestais, a segunda mais crítica, que começa na sexta-feira e se prolonga até 30 de junho.

Para a fase Bravo, vão estar mobilizados 6.583 operacionais, 1.541 viaturas, 34 meios aéreos, segundo o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) para 2015. ...

A fase mais crítica em fogos florestais, a fase charlie, vai ocorrer entre 01 de julho e 30 de setembro, que contará com um total de 2.050 veículos, 9.721 operacionais e 49 meios aéreos, um dispositivo idêntico ao de 2014.»

 

Governo avança com tomada de posse das terras sem dono conhecido

04 de Maio de 2015,  in http://www.publico.pt

 

«O Ministério da Agricultura e do Mar enviou para a Assembleia da República um projecto de lei que aponta para a transferência das propriedades agrícolas ou florestais sem dono conhecido para o domínio do Estado.  A iniciativa do Governo é um desenvolvimento da lei que consagrou a Bolsa de Terras, em 2012, e tem como principal objectivo “dinamizar o uso da terra, em particular pelos jovens agricultores”.

Ninguém sabe ao certo a área de propriedades abandonadas e sem dono conhecido – as estimativas do Instituto Nacional de Estatística apontam para 100 mil hectares da superfície agrícola utilizada (SAU) nessas condições. A lei, diz a ministra da Agricultura, Assunção Cristas, vai servir como um “tira-teimas” sobre a dimensão do abandono de terras em Portugal. ...»

 

IX EXPOFLORESTAL 

 

Nos próximos dias 8, 9 e 10 de Maio decorre a 9ª edição da EXPOFLORESTAL

 

A EXPOFLORESTAL, certame de referência do sector florestal nacional,  é promovido pela Associação Florestal do Baixo Vouga, pela Associação dos Bombeiros Voluntários de Albergaria-a-Velha e pela Associação Nacional de Empresas Florestais Agrícolas e do Ambiente (ANEFA)

A organização do certame, perspectiva a presença de cerca de 30.000 visitantes e mais de 200 expositores, entre os institucionais, comerciais, de organizações do sector florestal e do ambiente, bem como de escolas, corporações de bombeiros, organizações de desenvolvimento, artesanato, actividades de desporto e lazer e gastronomia tipicamente Portuguesa.

 

Apple compra floresta privada

17 de Abril de 2015,  in http://www.jn.pt

 

As grandes empresas do Mundo, começam não só a entender o verdadeiro significado do conceito sustentabilidade mas também a colocá-lo em prática. Neste caso, foi a empresa norte-americana Apple que decidiu comprar uma floresta com mais de 14 mil hectares para poder utilizar como matéria-prima nos pacotes dos seus produtos.

"A Apple adquiriu, em parceria com uma organização ambiental não-governamental, uma floresta privada para ter matéria prima para a produção das caixas dos seus produtos de forma sustentada.

A floresta, dividida entre o Maine e a Carolina do Norte, ... vai ser mantida por um fundo de conservação. Segundo o site Buzzfeed, este terreno faz parte de uma parcela de 18 milhões de hectares de floresta privada que estão em risco de serem perdidos nos EUA.

A ideia é que a manutenção das árvores seja garantida segundo um modelo de "floresta trabalhadora", que origina produtos mas de forma sustentada e responsável, garantindo a sua sobrevivência futura...."

Projeto de biodiversidade na Mata do Buçaco ganha prémio internacional

03 de Abril de 2015,  in http://www.observador.pt

 

O projeto“Biodiversidade para todos” de Milene Matos realizado na Mata do Buçaco, venceu o Prémio Internacional Terre de Femmes 2015.

Com o prémio de 10 mil euros da Fundação Yves Rocher – Instituto de França, a bióloga vai conseguir dar “um novo fôlego” ao projeto “ambicioso” que desenvolve: um serviço educativo que atue em diversos eixos de sustentabilidade – ambiental, social e económica. Este prémio ajudará a custear o projeto que não tem fundos próprios, mas sobretudo vai permitir dar a conhecer a Mata do Buçaco.

Fogos e indústria de "pellets"

podem devastar a floresta portuguesa.

21 Março de 2015,  in http://www.rtp.pt

 

As florestas são vitais para a vida no nosso planeta e para todos os seres vivos, inclusive a do ser humano. Atualmente estima-se em 30%, o valor da superfície terrestre ocupado por esta mancha verde que pode ter duas formações, naturais e artificiais.
Uma floresta de formação natural é o habitat de muitas espécies de animais e de plantas e a sua biomassa por unidade de área é muito superior se comparada com outros biossistemas. 
Além disso, a floresta é uma fonte de riquezas para o homem: fornece madeira, resina, celulose, cortiça, frutos, bagas, é abrigo de caça, protege o solo da erosão, acumula substâncias orgânicas, favorece a piscicultura, cria postos de trabalho, fornece materiais para exportação, melhora a qualidade de vida.

Aprovada a Estratégia Nacional para as Florestas (ENF)

04 Fevereiro de 2015,  in http://www.icnf.pt/portal/icnf/noticias/destaques/estrategia-nacional-para-as-florestas

 

Foi publicada em Diário da República a Resolução do Conselho de Ministros n.º 6-B/2015, que aprova a primeira atualização da Estratégia Nacional para as Florestas, concluindo-se assim o processo de monitorização e avaliação da Estratégia aprovada em 2006. 

A ENF constitui um documento de referência para a execução das diferentes medidas de política previstas na Lei de Bases da Política Florestal, incluindo planos e programas de ação como os planos regionais de ordenamento florestal (PROF), o Fundo Florestal Permanente ou o Programa de Desenvolvimento Rural e demais programas nacionais decorrentes dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento.

 

 

 

A OFA está a receber formação na área do Fogo Controlado

 

Através desta formação, espera-se obter a credenciação técnica necessária para utilização de fogo controlado na gestão dos espaços florestais da região.

O Fogo Controlado, pode ser resumido com o uso do fogo sob condições, normas e procedimentos conducentes à satisfação de objetivos específicos e quantificáveis em planos de fogo controlado, que é executado sob a responsabilidade de um técnico credenciado.

Esta será em breve, mais uma ferramenta à disposição dos proprietários florestais da região.

Por último, de referir que o curso é promovido pela ESAC (www.esac.pt) e está já na sua etapa prática, ou seja na fase de planeamento, execução e avaliação de fogo controlado em formações arbustivas e arbóreas.

Autarcas de Cantanhede querem regras no carregamento e transporte de madeiras em caminhos vicinais

in http://www.cm-cantanhede.pt/mcsite/Content/?Mid=1&id=1684&MIid=312#.VNNVMmisXCs

 

A OFA respondeu ao convite da Câmara Municipal de Cantanhede para analisar com os presidentes de Junta de Freguesia do município o desenvolvimento de uma ação consertada no sentido de sensibilizar os empresários do setor florestal a minimizarem o impacto da sua atividade nos caminhos vicinais, adotando para o efeito práticas adequadas para o efeito no abate, carregamento e transportes de madeiras."

Da reunião resultou a constituição de um grupo de Trabalho, no qual a OFA está presente, que será responsável pela definição das melhores estratégias de sensibilização e educação para redução dos impactos da actividade florestal neste tipo de infraestrutura.

Combate ao Gorgulho-do-eucalipto - II fase

in www.http://www.forumflorestal.pt/

 

O gorgulho-do-eucalipto é um insecto desfolhador de origem australiana, que se alimenta de folhas de qualquer espécie do género Eucalyptus, tendo no entanto preferência por determinadas espécies, como é o caso do Eucalyptus Globulus. Em Portugal, foi inicialmente detetado em 1995, no Minho, mas em 2003, foi confirmada a sua presença em todo o território nacional.

A infeção pode acontecer na primavera e no outono, preferindo o gorgulho alimentar-se de plantas recém-formadas, pelo que os eucaliptos com 2 a 4 anos são os mais susceptíveis de serem atacados. (...). Para minizar os efeitos desta praga, é imprescindível e urgente implementar o "Plano de Controlo para o insecto Gonipterus platensis".

PDR 2020 - Abertura de candidaturas 2015

31 Dezembro 2014,  in www.balcao.pdr-2020.pt 

 

Foi aprovado pelo Senhor Secretário de Estado da Agricultura, a 30 de Dezembro de 2014, o plano de candidaturas 2015, em conformidade com a alínea m) do n.º 1 do artigo 31.º do Decreto-Lei n.º 137/2014 de 12 de setembro e com a alínea k) do n.º 4 da Resolução do Conselho de Ministros n.º 59/2014 de 23 de outubro.

 

 

 

NASA cria mapa interativo que mostra florestas no mundo inteiro

15 Dezembro 2014, por Jornal de Negócios com Lusa

 

O satélite Suomi NPP, administrado pela NASA e pelo NOAA, possibilitou a criação de um mapa interativo que mostra os detalhes de toda a vegetação do mundo. A ferramenta está disponível on-line e é atualizada semanalmente, mostrando áreas desmatadas e ajudando a prever condições climáticas. Conforme informado pelo NOAA [...], os dados são coletados a partir de satélites que mensuram a quantidade de luz absorvida pela terra e o que é refletivo para o espaço. Nas áreas florestadas, a vegetação absorve a luminosidade, diferente de espaços desérticos, em que os raios são rebatidos.

 

 

 

Bruxelas aprova programa nacional de financiamento à Agricultura

15 Dezembro 2014, 17:36 por Jornal de Negócios com Lusa

 

A Comissão Europeia aprovou o Programa de Desenvolvimento Rural de Portugal (PDR), sistema que irá gerir as verbas comunitárias para investimento no sector durante o período de 2014-2020. O PDR, programa que cada país tem a responsabilidade de elaborar, propor e negociar a Bruxelas, visa a gestão de fundos para financiar investimento, modernização e reestruturação da actividade agrícola, pecuária e florestal. Será responsável, no caso de Portugal, pela atribuição de 4,08 milhões de euros nos próximos sete anos. Outros quatro mil milhões irão beneficiar a agricultura, mas de uma forma directa, via ajudas como o Regime de Pagamento Único, que subsiste na Política Agrícola Comum (PAC).   

 

 

Sistema de informação RJAAR (RJAAR-SIICNF)

in ICNF website

 

O sistema de informação do RJAAR (RJAAR- SIICNF) encontra-se em fase de divulgação permitindo aos utilizadores testar o sistema simulando a submissão eletrónica de entrega de comunicações prévias e dos pedidos de autorização. O sistema regulamentado pela Portaria n.º 204/2014, de 8 de outubro, prevê a via eletrónica como a plataforma que assegura a receção, tramitação e gestão desmaterializadas da comunicação prévia e do procedimento administrativo de autorização. Para um melhor entendimento é disponibilizado o Manual de Navegação do RJAAR-SIICNF [PDF 5 MB].

 

 

 

Seminário "Juntos fazemos (a) Floresta

30 de Julho de 2014, Biblioteca Municipal de Cantanhede

 

No passado dia 30 de Julho, a OFA organizou o Seminário "Juntos, fazemos floresta", na Biblioteca Municipal de Cantanhede, integrado no Dia da Floresta 24ª edição da EXPOFACIC.

Com uma quantidade de participantes que praticamente esgotou o Auditório, a OFA só pode manifestar a sua satisfação pelo êxito deste evento que de ano para ano revela um crescimento assinalável. De referir que o programa definido e as apresentações trazidas pelas entidades convidadas revelaram-se de grande atualidade e de verdadeiro interesse para os presentes.

O Seminário ficou também marcado pela visita a alguns terrenos florestais e pela realização de um almoço convívio para associados e convidados, que se realizou no Salão dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede. Para último fica o agradecimento a todas as entidades que patrocinaram e apoiaram o evento e a promessa de que para o ano tentaremos fazer ainda melhor.

 

 

RJAAR - Principais indicadores 

in ICNF webpage

 

O ICNF apresenta os principais indicadores do regime jurídico aplicável às ações de arborização e rearborização (RJAAR) estabelecido pelo Decreto-Lei n.º 96/2013, de 19 de julho, compete ao ICNF assegurar os procedimentos de autorização e comunicação prévias das ações, instituindo um sistema de controlo, avaliação e informação. [...]

 

Os dados que se seguem são resultado da informação disponível durante o período compreendido entre 17 de outubro de 2013 e 17 de junho de 2014, salvo indicação explícita em contrário. 

5º Relatório de Incêndios Florestais - Provisório

Sara Pelicano, Novembro de 2010, in Café Portugal

 

Já disponível o 5º relatório provisório de incêndios florestais - 1 de janeiro a 15 de agosto 2014

De acordo com os dados oficiais registaram-se, no período compreendido entre 1 de janeiro e 15 de agosto de 2014, um total de 5.161 ocorrências (824 incêndios florestais e 4.337 fogachos) que resultaram em 8.645 hectares de área ardida, entre povoamentos (3.910ha) e matos (4.735 ha).

 

Bolsa de Terras - Mais de 13 000 hectares disponíveis 

In Bolsa de Terras webpage

 

A Bolsa de Terras, em 31 de Maio de 2014 disponibiliza e publicita uma oferta total de terras, a que corresponde a área de 13.582 ha.

O Estado, com a área de 12.108 ha, é a entidade com maior área de terras disponibilizadas e publicitadas, a que corresponde a 89% do total. Os Privados disponibilizaram no mesmo período a área de 1.474 ha, a que corresponde 11% da área total das terras disponibilizadas.

Não se esqueça que a OFA é entidade autorizada a praticar atos de gestão operacional da bolsa de terras. CONTACTE-NOS.

Promover a gestão sustentável dos Recursos Naturais

Sara Pelicano, Novembro de 2010, in Café Portugal

 

A floresta nacional necessita de uma gestão sustentável que seja rentável para os proprietários, de forma a evitar o abandono dos terrenos. O princípio é defendido pela Organização Floresta Atlantis, criada em 2009, com o propósito de apoiar os donos de terrenos florestais a tirar o melhor partido da sua propriedade.

 

 

<meta name="google-site-verification" content="AfTFjG7cNUvBQeDqSRZQXA7ezwBREy2D9IGYboz1xlg" />

© 2018

facebook page

À Descoberta dos Cogumelos!

Decorreu de forma fantástica o passeio "À Descoberta dos Cogumelos".

Com atividades de sala realizadas no CCRPena e a realização do passeio na zona da Ferraria, este evento que contemplou “almoço micológico” e workshops de vinhos e de produção de cogumelos, reuniu cerca de 50 pessoas de várias regiões do País.

+ ver mais